Divulgar ou não divulgar? A crescente importância da regulamentação dos afiliados

  • Escrito por
Divulgar ou não divulgar? Essa é a questão que os afiliados estão se perguntando cada vez mais. Como o o mercado de influenciadores está aumentando e se tornando mais comum, começam a surgir regras para a divulgação.

Compartilhe

Isso se manifestou em uma carta recente da Federal Trade Commission (FTC) nos EUA que lembra aos afiliados sobre sua exigência de declarar explicitamente ao público a existência de uma relação comercial, especificamente ao usar o Instagram.

A carta afirma que se houver uma "conexão material" entre a quem está fazendo a avaliação e um anunciante de um produto - em outras palavras, uma conexão que pode afetar o peso ou a credibilidade que os consumidores dão ao influenciador - essa conexão deve ser divulgada de forma clara e visível .... Conexões materiais podem consistir em uma relação comercial ou familiar, pagamento monetário ou fornecimento de produtos gratuitos para quem irá divulgar. A orientação da equipe da FTC deixa claro que os profissionais de marketing devem avisar os influenciadores de suas responsabilidades de divulgação".

Ao fazer uma referência explícita aos "influenciadores", a FTC também faz saber que está familiarizado com as últimas tendências em marketing de conteúdo e relacionamentos de marca.

Este conselho da FTC é o mais recente em um crescente número de anúncios dos órgãos reguladores de países individuais alertando as indústrias digitais para a obrigação de serem transparentes com os consumidores, de modo que estejam conscientes de como o conteúdo pode ser desviado ou projetado com base em receber uma recompensa financeira por fazer isso.

Embora muitos influenciadores e afiliados façam grandes esforços para garantir o conselho e a cobertura que eles oferecem às marcas e seus produtos é baseado em seu endosso real, ao invés de influenciado por pagamentos de rede ou brindes, ser claro, em última instância, irá criar confiança com os consumidores.

Em abril deste ano, a Agência de Padrões de Publicidade (ASA) no Reino Unido emitiu algumas orientações adicionais em conjunto com o Código de Prática de Publicidade (CAP) sobre marketing de afiliação. Esta não é a primeira vez que o orgão que regula a publicidade mostrou interesse em nosso canal. Na verdade, há alguns anos atrás, um Grupo de redes de afiliados (incluindo Awin) conheceu o regulador para explicar como o modelo de afiliação funciona, então ficou claro no momento em que era algo que as redes precisavam estar atentas.

No conselho atualizado, a ASA e a CAP emitem um infográfico útil e, em seguida, entram em detalhes sobre vários modelos de afiliação e como eles podem optar por oferecer isenções no local.

Este ponto é particularmente importante, pois a natureza variada do marketing de afiliação significa que há uma grande variedade de mídias que requerem diferentes soluções. Considere o limite de 140 caracteres de um tweet, que tipo de divulgação deve oferecer um afiliado usando o Twitter? O guia CAP realmente oferece uma direção específica, afirmando "no Twitter, como o espaço é limitado, rotular o conteúdo com" Anúncio "ou similar, é provável que seja a maneira mais clara de identificá-lo como publicidade"

Como os sites oferecem muito mais espaço para experimentar soluções de divulgação, o guia oferece isso: "embora não seja um requisito do Código, os que forem divulgar podem optar por explicar a natureza da relação entre eles e a empresa afirmando que eles recebem uma pequena participação das vendas através da inclusão de links, códigos promocionais etc. "

Sobre este último ponto, isso foi algo que a Awin decidiu auxiliar os afiliados há quatro anos, com o lançamento do nosso site de publicidade paga, de uma página: Paid for Advertising.

O tom do conteúdo é conversacional e visa explicar, em termos simples, como o conteúdo pode ter uma relação comercial a ele vinculada. O foco é sobre a troca de valor que a internet negocia para facilitar tanto conteúdo gratuito.

Embora o site provavelmente precise de uma revisão, a intenção é clara. Alguns afiliados optam por colocar um link sobre isso; neste exemplo, um afiliado da Awin colocou a infomação na aba 'About' do seu site.

O futuro da divulgação provavelmente será mais formal e cada vez mais universal.

Se você opera em um mercado onde isso ainda não é visto como um problema, é provável que ele será em algum momento. Isso é para a indústria trabalhar em colaboração para acordar padrões e implementar soluções para que os afiliados adotem a mesma abordagem onde quer que estejam.

Em última análise, isso gerará familiaridade com os consumidores e, ao fazê-lo, aumentará os padrões gerais e a visibilidade do canal afiliado.

 

Artigos Relacionados

É importante para o anunciante aproveitar algumas das principais áreas de crescimento no marketing digital que surgiram nos últimos dois anos. Nós compartilhamos as principais áreas para focar para garantir que você aproveite ao máximo seu programa de afiliados em 2017 e após.